Princess Cave, Ton Sai e Muay Thai!

053

Acordamos umas 10hrs na quinta-feira, descemos para comprar água (10B) e umas bolachinhas (10B). Pegamos o caminho que tem no final de Railay East, que passa em frente a algumas cavernas bem legais, aqui também tem acesso para um View Point, mas a subida é meio complicada! No final do caminho você sai na praia de Phra Nang, onde fica a tal Caverna da Princesa.

046

DICA: Aqui a gente desidrata muito fácil, é muito calor e quase sempre andamos tomando sol, portanto é importante tomar bastante água e sempre carregar umas garrafas na mochila. O melhor é comprar água, refrigerantes e outras bebidas nos mercadinhos, pois são bem mais em conta. A garrafa grande de água costuma custar de 15 a 30B, mais do que isso está caro. Uma opção é comprar as garrafinhas foscas pequenas, elas custam 10B e vem uma quantidade razoável de água. Compensa mais pegar 3 garrafinhas foscas, do que pagar 30B em uma grande!

Os pescadores da região acreditam que nesta pequena caverna vive o espirito de uma Princesa, e antes de sair para o mar eles vem pedir  proteção e que o dia seja produtivo, como suas preces eram atendidas, eles voltavam e faziam oferendas, em geral flores e incensos, mas as vezes ele ofereciam “presentes especiais”.

047 048 049

É engraçado a quantidade de turistas que gostam de vir aqui e tirar fotos abraçando ou sentados nos presentinhos da Princesa! HAHAHA É bom esclarecer que essa é uma crença das comunidades ribeirinhas, e não tem nenhuma relação com Budismo ou Islamismo praticados nessa região.

A praia aqui também é bem legal, na verdade achei a mais bonita da região. E as barraquinhas de comida na verdade são barcos…

052

Demos uma volta e voltamos pelo mesmo caminho até Railay East, fomos então em direção a trilha para Ton Sai. Logo o caminho vira uma trilha de terra e começa a entrar no meio da floresta e subir uma pequena montanha para contornar uma daquela enormes pedras. O caminho é bem cansativo, durou cerca de 40 minutos e a Erica reclamou e me xingou o caminho inteiro! HEHE :D

No final estávamos esgotados e quando finalmente chegamos a Ton Sai só queríamos alguma coisa para comer. Paramos em um restaurante na beira da praia que tinha uns preços legais e parecia bem limpo. A Erica pediu outro X-Burger (120B) e eu pedi um Omelete de Pad Thai de camarão (90B), até queríamos tomar um suco, mas o cara que fazia os sucos tinha saído, então pedimos duas Cocas KS (30B cada).

089 088

A comida estava muito boa, e depois de comer sentamos um pouco na beira da praia e ficamos vendo o movimento e as pessoas escalando as pedras. Realmente aqui é bem tranquilo, até porque o acesso é bem difícil. Como não queríamos voltar pela trilha, ou alugávamos um barco ou aproveitávamos a maré baixa para voltar pelas pedras no canto da praia. Como vimos algumas pessoas indo e vindo por lá, decidimos arriscar também. Foi a melhor coisa que fizemos. O caminho era meio perigoso, as pedras eram cheias de pontas e em alguns pontos eram um pouco escorregadias, mas fomos devagar e tomando cuidado. Quase perdi meu chinelo em um trecho do caminho, mas depois de 10 minutos já estávamos na ponta de Railay West.

096 106 099

Voltamos para o lado East umas 16h, e enquanto a Erica voltava para o hotel, decidi parar e assistir um treino de Muay Thai que estava tendo no Bamboo Bar, quase em frente ao nosso hotel. O Bamboo é um reggae bar, mas em frente tem a G.N.K. Gym, um ringue onde eles dão aulas de Muay Thai e promovem algumas lutas junto ao bar nos fins de semana, inclusive estavam anunciando que haveria uma no mesmo dia à noite.

Assisti os 10 minutos finais de uma aula para dois ingleses, e decidi ir perguntar para o Kru (mestre) Yaya quanto custava a aula e se eu poderia voltar no dia seguinte para treinar. Mas ele disse que não haveria treinos no outro dia, pois ele iria lutar a noite e estaria descansando no dia seguinte, mas se eu quisesse ele poderia me dar uma aula naquele momento. Eu não pensei duas vezes, subi as escadarias correndo (pra já ir aquecendo ;D), peguei dinheiro com a Erica, troquei de bermuda e 10 minutos depois já estava no ringue com o Yaya treinando.

IMG_1283

O treino dura 1h (500B) e é basicamente só aparador. Pra quem não sabe, aparador são aquelas “luvas” ou “escudos” acolchoados que o mestre segura para você bater. Eu gostei muito do treino, e o estilo de lutar aqui é realmente diferente. É mais próximo, não usa tanto o as mãos (boxe), usa mais os chutes e combinações com os cotovelos. Como a maioria dos tailandeses são baixos e magros, é perceptível como o estilo de lutar deles é bem mais ágil e estratégico.

IMG_1412

No fim do treino eu já estava esgotado, inclusive acabei esquecendo meus chinelos em algum lugar. Aproveitamos e já compramos os tickets para a luta dele naquela mesma noite (100B por pessoa).

IMG_1415

Voltamos para hotel e eu cai na piscina e fiquei só relaxando. Depois fomos para o quarto, tomamos um banho e descemos de novo para o Bamboo Bar por volta de umas 20h, ainda estava cedo para a luta (22h) e como nossos lugares já estavam reservados bem próximos ao ringue, sentamos em uma mesa e aproveitamos para comer. Dessa vez foi eu quem quis uma comida mais ocidental, e pedi um X-Burguer com fritas (120B) e a Erica decidiu arriscar e pedir um Pad Thai de frango (90B), no fim ela acabou não gostando muito e comeu só metade! :/

124

Sentamos em nossos lugares bem na primeira fileira e ficamos esperando até a hora a luta, mas antes deve um desafio para tocar didgeridoo, e três pessoas da plateia subiram no ringue pra tentar tocar, mas apenas uma conseguiu tirar algum som. Foi engraçado! Depois um Australiano que estava na plateia também subiu e tocou um pouco melhor, por fim o Tailandês com jeito de hippie que estava fazendo as apresentações tocou um pouco também e fez um som bem legal, com uma batida mais moderna.

Logo os dois lutadores subiram ao ringue, o Yaya parecia bem menor do que o seu desafiante, mas mais experiente também. O outro lutador era um jovem de uma outra academia em Krabi. O Yaya não tinha corner ou treinador, então ele chamou um garotinho europeu que estava treinando uns dias lá para ajudar ele! :D

127

Antes de começar o combate, ambos os atletas executaram o Wai Khru Ram Muay, um ritual em homenagem ao Muay Thai e ao seu mestre, e envolve musica tailandesa tradicional e uma dança de apresentação, cada lutador fez o seu ritual de um modo diferente (em geral cada academia tem sua própria coreografia).

A luta teve 5 rounds de 3 minutos cada, e foi muito emocionante, o Yaya dominou a luta inteira e venceu praticamente todos os rounds. Ele soube usar muito bem sua agilidade e manteve a distância certa do seu oponente e acertou bons contra-golpes, enquanto seu oponente não achou muita coisa no meio das esquivas do lutador da casa e acabou se cansando mais. No final a vitória do Yaya era inquestionável.

Eu gravei a luta praticamente inteira, mas por hora vou deixar só um trechinho que a Erica gravou com o celular. Pra quem quiser assistir é só clicar aqui!

Pra mim foi uma experiência realmente importante. Todo meu interesse e pesquisa sobre a Tailândia começou por causa do Muay Thai, e hoje eu tive a oportunidade de “beber água na fonte”, fazer um treino e assistir uma verdadeira luta tailandesa. Foi muito emocionante estar ali na primeira fileira, vendo cada movimento, ouvindo cada pancada e vibrando com cada golpe!

131

É legal perceber a importância cultural do Muay Thai. É realmente como o futebol para nós, e em cada barraquinha ou loja de roupas você acha um shorts, luvas ou um saco de pancadas. Infelizmente, as novas gerações estão sendo mais atraídas pelas transmissões de futebol europeu do que pela luta, mas com certeza o sangue guerreiro ainda corre nas veias de todo tailandês!

132

Anúncios

Sobre Heitor Marucci

Radialista, 23 anos, praticante de MMA. "E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música!"
Esse post foi publicado em Trip e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Gostou? Deixe sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s